O heptacampeonato brasileiro, enfim, virou realidade para o Corinthians. E com direito a muito sofrimento e virada, como a torcida alvinegra gosta. O time garantiu o sétimo título ao derrotar o Fluminense por 3 a 1 na noite desta 1 na noite desta quarta-feira (15), em Itaquera, sob olhares de mais de 46 mil torcedores. Os gols do segundo troféu corintiano na temporada 2017 foram marcados por Jô, duas vezes em apenas dois minutos de intervalo, e Jadson.

No jogo do título, o Corinthians precisou se superar e buscar uma virada inédita no Brasileirão. O zagueiro Henrique marcou no primeiro lance do duelo para o Fluminense, mas Jô fez dois gols em dois minutos no começo da etapa final. Com isso, o centroavante ultrapassou Henrique Dourado na artilharia da competição, com 18 gols contra 17. No fim, Jadson ampliou.

Organizado em campo na etapa final, o Corinthians mostrou mais uma vez muita entrega. Apoiado pela torcida, a equipe corintiana não deu chances ao Flu no retorno do segundo tempo. Do poder de decisão de Jô à obediência tática de Romero, um dos maiores símbolos da conquista, o time colocou as duas mãos na taça depois de 35 rodadas disputadas.

O triunfo sobre os cariocas em casa confirmou um título que parecia perto do Corinthians há meses. Líder ininterrupto há 31 rodadas, a equipe abriu vantagem na ponta, flertou com a crise e emendou vitórias na reta final até garantir o sétimo troféu do Brasileirão. Pelo caminho, ficaram Grêmio, Palmeiras e Santos, que lutaram para diminuir a distância do líder durante toda a competição.

Com a vitória sobre o Fluminense, o Corinthians chegou à marca de 71 pontos, dez a mais que o Grêmio, o segundo colocado na tabela. A três rodadas do fim e com nove pontos em disputa, o adversário não pode mais superar o time alvinegro. Já a distância do Palmeiras para o líder é de 14 pontos – a equipe alviverde ainda disputa 12 pontos no campeonato.