Blowjob

Jean Roubert diz que Bero do Jardim Bahia o agrediu ‘de forma baixa’; disputa pela presidência já começou (Vídeo) 

 

O vereador Bero do Jardim Bahia (PT), vem acalentando o sonho de ser presidente da Câmara Municipal de Paulo Afonso, já está na sua segunda vice-presidência. Segundo interlocutores ligados ao prefeito licenciado Luiz de Deus (PSD), já houve um acordo quanto a isso.

 

Bero segue sem expressão na Casa e já deve ter percebido que outros nomes, inclusive o do vereador Jean Roubert (PTB), ganham relevo e lhes são ameaças.

 

Na sessão ordinária desta segunda-feira 20, depois que Bero do Jardim Aeroporto fez seu questionamento a Stephanie Afan, presidente da Ardap (Associação Recanto dos Animais em Perigo), que participou de uma sabatina, a pedido de Leda Chaves (PDT), Jean foi convidado a falar e disse que o momento era de cobrar com mais veemência do Executivo que é quem pode fazer alguma coisa para resolver o problema, e deixar as ‘minúcias de como funciona a Ong de lado’, Bero entendeu com uma indireta à sua fala, por exemplo: o vereador progressista queria saber se se castravam ‘os machos e as fêmeas?’.

 

O tema prosseguiu e quando Bero do Jardim Aeroporto novamente pediu um aparte, com o dedo em riste, subiu o tom contra Jean e acrescentou que se o petebista precisar de um voto seu para a Mesa, não o terá mais. Eis que seu xará, do nada, também retorquiu. “A fala de Jean foi inoportuna.”

 

Jean reagiu. “Eu posso falar? O vereador Bero do Jardim Bahia nunca fala e diz nos corredores que não gosta do vereador, e agora aproveita o momento para se solidarizar.” “Vossa excelência é mentiroso!”, replicou Bero. O clima azedou.

 

Mais tarde, ao programa Radar 89′, da Delmiro FM, Jean disse que Bero do Jardim Bahia agiu com baixaria.

 

“O que aconteceu hoje aqui é lamentável porque foi uma distorção daquilo que eu passei e Bero do Jardim Bahia me atacou, concordando com uma interpretação equivocada, eu quis dizer é que diante de cinco anos de luta não adiantava – em que pese o vereador poder perguntar qualquer coisa – o que vai adiantar é uma política pública para ontem do Poder Executivo”, explicou Jean.

 

A disputa pela presidência

 

“Me atacou de forma baixa me chamando de mentiroso mais o que está por trás como você coloca em sua pergunta é a presidência da Câmara, disse que eu não tinha o direito de cercear e imagine se eu fosse o presidente.”

 

De toda sorte é bom saber que o vereador do PT é tão favorável à liberdade de expressão, porque uma vez que seja ele o presidente certamente haverá oportunidade de testá-lo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

To use BrandCaptcha you must get an API Key